Diário de uma viagem: Bolonha A Cidade Vermelha

©2017 by Elize. Proudly created with Wix.com

© COPYRIGHT 2017 Elize Bonheur - ALL RIGHTS  RESERVED

  • Carla Manuel

Diário de uma viagem: Bolonha A Cidade Vermelha

Updated: Jul 10, 2018




Decidi fugir da rotina durante um fim-de-semana e fui visitar umas amigas a Bolonha. Devo confessar que não tinha muitas expectativas quanto à cidade em si, a verdade é que eu estava mais ansiosa para ver as minhas amigas, mas fiquei muito surpreendida com o pouco que vi da cidade. Bolonha é uma cidade pequena e muito bonita, perfeita para tirar fotos, cheia de curiosidades e boa comida. E o melhor de tudo é que não é uma cidade cara! O autocarro do aeroporto até ao centro custa apenas 6€, e a viagem dura 20 minutos no máximo se não houver trânsito. As refeições rondam os 15/30€ num restaurante mas se optarem por uma pizzaria ou uma roulote, paga-se bem menos.


Cheguei numa sexta-feira no final do dia e fomos para o centro da cidade jantar numa pizzaria e depois fomos a um concerto grátis num local chamado Botanique. Tive a oportunidade de observar a vida noturna e como era de se esperar de uma sexta-feira, a cidade estava cheia de movimento com aquela energia boa que antecede o fim-de-semana. Notei que existe uma grande variedade de bares na cidade, tanto ao ar livre como fechados. Notei também que há muitos adolescentes em Bolonha e a minha amiga explicou-me que é uma cidade de estudantes. A Universidade de Bolonha é uma das universidades mais antigas e prestigiadas de Itália.


No dia seguinte andamos bastante e vi a beleza da cidade à luz do dia. Bolonha é chamada a cidade vermelha porque a maior parte dos seus edifícios são de diferentes tons de vermelho. Não há um motivo oficial para isto, mas acredita-se que deve-se a motivos políticos. Mas independentemente do motivo, é algo muito bonito de se ver, principalmente à luz do sol que é quando se consegue apreciar bem a beleza das cores.

Ao longo do dia a minha amiga foi me contando algumas histórias da cidade, uma delas foi sobre as duas torres que estão no centro da cidade. Construir torres antigamente era visto como um símbolo de riqueza, quanto mais alta a torre mais rica a pessoa era. Pelo que ela me contou existiam várias torres mas só restaram aquelas duas.Outro facto curioso são as 7 igrejas, que estão uma dentro das outras, foi algo que também gostei de ver por ser diferente.



Gostei muito de Bolonha foi um óptimo escape de fim-de-semana, Itália nunca desaponta quando se trata de boa comida e lindas paisagens. Aconselho uma visita a Bolonha para quem gosta de ambientes descontraídos.


Mais vídeos e imagens na minha página de facebook:


https://www.facebook.com/elizebonheur/















#bolonha #italia #viagem #blogger