• Carla Manuel

Minimalismo



📷 : @aylin_koenig instagram


Há alguns anos atrás apercebi-me do quão importante é desfazermo-nos do que já não nos faz feliz, isto após ter lido o livro da Marie Kondo “Arrume a sua casa, arrume a sua vida”. Não me tornei logo uma pessoa organizada mas comecei a ter consciência da forma como um espaço desorganizado afeta o meu humor. Para mim desfazer-me de objetos ou roupas que já não uso tornou-se numa forma de cuidado próprio, isto porque sinto-me leve quando o meu espaço está organizado. Cheguei a conclusão que muitas vezes a minha desorganização está associada à falta de clareza na minha mente, quanto mais confusa ou estressada eu estiver mais desorganizado estará o meu espaço. Por isso limpa-lo ajuda me também a organizar as minhas ideais.


Isto trás me à noçao de minimalismo que significa viver apenas com o que é estritamente necessário. A medida que vou evoluindo como pessoa vou me apercebendo que não preciso de muito para ser feliz, eu sou extremamente consumista no que diz respeito à roupa, mas após o fim do 1o confinamento a vontade de consumir acalmou-se bastante. Estou mais interessada em encontrar peças que complementem o meu guarda-roupa do que comprar as mais recentes tendências. Cuidar bem do que tenho e substituir o que sei que já não vou usar. Não sei se alguma vez serei minimalista no verdadeiro sentido da palavra, mas o meu objetivo principal é estar rodeada apenas das coisas que me fazem feliz e a medida que vou me conhecendo melhor torna-se mais fácil identificar o que me faz feliz.




Recent Posts

See All